Humor

Frases marcantes de jogadores de futebol

Envie por e-mail

Paulo Nunes, comentando um gol que marcou quando jogava no Palmeiras:

“A bola ia indo, indo, indo e… Eu iu!”

Mais uma de Nunes:

“Fiz que fui, não fui, e acabei fondo.”

Dadá Maravilha:

“Não venham com problemática que eu tenho a solucionática.”

Elivélton, ao repórter, quando falava das muitas escolas de ensino superior existentes em sua cidade natal:

“Realmente minha cidade é muito facultativa.”

Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo:

“As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.”

Fabão, zagueiro baiano ao chegar no Flamengo:

“A partir de agora meu coração tem uma cor só: é rubro-negro.”

Reinaldo, do Atlético, ao responder a pergunta do repórter se ele ia jogar com aquela chuva:

“Não tem outra, temos que jogar com essa mesma.”

Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72:

“Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu.”

Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo

“Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.”

Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos

“No México que é bom. Lá agente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.”

Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleção.

“Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.”

Jardel novamente

“Clássico é clássico e vice-versa.”

Mais Jardel:

“Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja.”

E da-lhe Jardel:

“Que interessante aqui no Japão só tem carro importado.”

João Pinto, jogador do Benfica de Portugal:

“O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correta: deu um passo à frente.”

Biro Biro, ex-jogador do Corinthians, ao responder a um repórter o que iria fazer com o “Motoradio” que ganhou como melhor jogador da partida:

“A moto eu vou vender e o rádio eu vou dar para minha avó.”

Vladimir, ex-meia do Corinthians, em uma entrevista à Rádio Record:

“Eu disconcordo com o que você disse.”

Zanata, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo baiano:

“Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar.”

Alguma de Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians:

“Jogador tem que ser completo como um pato, que é um bicho aquático e gramático.”

“O difícil, como você sabem, não é fácil.”

“Haja o que hajar, o Corinthians vai ser Campeão!”

Envie por e-mail

7 thoughts on “Frases marcantes de jogadores de futebol

  1. Ainda tem uma do Edilson capeta quando jogava pelo Flamengo: Disse antes do jogo contra o Vasco assim: – O flamengo é parece cavalo paraguaio, vai sair trás e chegar na frente. Pode um elemento falar isso?

    Allaim

  2. Tem outra do Dunga também quando foi técnico da nossa seleção. Ele tava usando uma roupa bem despojada quando o repórter perguntou pra ele quem foi a idéia. Elle disse assim: – Foi sujerimento da minha filha usar esta roupa.

  3. Uma correção. A frase "Na Bahia é todo mundo simpático. É um povo hospitalar" foi dita pelo jogador Zanata, que fez dupla de ataque com o Bobô no Bahia.

    Zanata chegou ao Bahia em meados dos anos 1980, vindo do Rio de Janeiro através do cantor Agnaldo Timóteo (acredite). O seu destaque no Bahia, chamou a atenção do Palmeiras que o contratou meses antes da conquista do título brasileiro do Bahia de 1988. Depois disso ese jogador sumiu, não repetindo a grande fase que teve no tricolor baiano.

  4. Pingback: Fique por dentro Frases » Blog Archive » Frases de jogadores de futebol: Biro Biro, Paulo Nunes, Jardel …

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios (*)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>