O que esperar dos brasileiros na Libertadores da América?

Após o final da primeira semana de jogos da Taça Libertadores da América, metade dos brasileiros na competição, ou seja, três clubes fizeram suas estreias e apesar de contabilizar duas vitórias e uma derrota, o saldo não é nada animador.

O Fluminense venceu apertado (1 a 0) os argentinos do Arsenal de Sarandí  em pleno Rio de Janeiro e por muito pouco não deixaram escapar a vitória, o que seria uma catástrofe já que o Boca Juniors, adversário tão temido pelos brasileiros está no mesmo grupo.

Fred, do Fluminense, em ação na estreia da Libertadores
Fred em ação pelo Fluminense - Crédito: Yahoo/Esportes

O Internacional também não teve facilidades para derrotar o modesto Juan Aurich do Peru pelo placar de 2 a 0. O segundo gol só veio já nos acréscimos do segundo tempo e com o time peruano com um jogador a menos.

Já o Vasco da Gama foi quem deu a maior frustração aos seus torcedores. Enfrentou o tradicional time do Nacional de Montevidéu em São Januário que recebeu um bom público e foi derrotado por 2 a 1. Resultado que obriga os cruzmaltinos a buscar pontos fora de seus domínios.

Na próxima semana tem a estreia dos outros três clubes brasileiros. Santos, Corinthians e Flamengo jogam fora de casa, mas mesmo assim tem a obrigação da vitória já que os adversários não são os considerados favoritos. The Strongest, Deportivo Táchira e Lanús (na ordem) são os rivais desta primeira rodada.

Talvez o Flamengo tenha uma parada um pouco mais indigesta devido ao adversário se tratar de um argentino, mas como o futebol argentino já não consegue segurar seus craques, diferente do futebol brasileiro que nos últimos anos vem repatriando seus ídolos como Ronaldinho Gaúcho e Wagner Love no Flamengo, a vitória é fundamental para os rubro-negros embalarem na competição e ganhar a confiança do torcedor.

Apesar de ser apenas a primeira rodada, o próximo meio de semana promete muita emoção e que o desempenho dos brasileiros seja melhor que o desta semana senão quisermos ser engolidos por nossos hermanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *