São Paulo terá universidade estadual a distância

Publicado em Categorias Educação

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quarta-feira o projeto de lei que cria uma universidade estadual de ensino a distância, a Fundação Univesp. O documento será agora encaminhado à Assembleia Legislativa para aprovação dos deputados.

Com a criação da instituição, São Paulo passa a ter quatro universidades estaduais. A Univesp começa a oferecer cursos de graduação semi-presenciais a partir de 2013. Serão criadas as licenciaturas em Língua Portuguesa, Ciências e Matemática, os bacharelados em Sistemas para Comércio Eletrônico e em Segurança da Informação, Tecnologia em Processos Gerenciais, Engenharia da Computação e de Produção, especialização em Formação de Educadores para Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) e especialização em Formação de professores de Engenharia.

Durante a cerimônia de lançamento da Univesp, realizada no Palácio dos Bandeirantes, o secretário da Educação, Herman Voorwald, destacou a importância dos cursos de licenciatura. “A Univesp utiliza as ferramentas da educação a distância para atrair os jovens para as licenciaturas”.

O reitor da USP, João Grandino Rodas, ressaltou as mudanças que o mundo acadêmico têm enfrentado com as novas tecnologias. “(Com a Univesp) vamos ter a possibilidade de nos preparar para a universidade de 2025, que será muito mais tecnológica e prática”, apontou.

A expectativa é que a Univesp tenha 24 mil alunos em quatro anos – 12 mil próprios e 12 mil em parceria com as instituições de ensino superior do Estado. Para o governador Geraldo Alckmin, a característica virtual da universidade fará com que alunos de todas as cidades do Estado sejam atendidos. “Vamos fazer mais, melhor e com custos menores”. O modelo da Univesp é de pequeno porte corporativo, com quadro reduzido de profissionais.

Projeto piloto

A Univesp foi lançada em 2009 como um programa de expansão do ensino superior do Estado e atendeu 13 mil alunos em cursos extracurriculares, graduações e especializações. Entre os parceiros do projeto estão o Centro Paula Souza, a Fundação Padre Anchieta (TV Vultura) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Fonte: iG

2 pensamentos em “São Paulo terá universidade estadual a distância”

  1. Parabéns …continue aumentando o acesso a Educação em alto nivel…muito obrigada.
    E melhore para a Baixada Santista também com cursos de nivel e profissionalizantes como petróleo e gás…entre outros.

  2. Tem políticos que merecem vitórias constantimentes e que são inteligentes, caso esse deste sr Geraldo Alkimim, queria que fosse político de MG para votar nele!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *