Educação: Projeto prevê criação de disciplina sobre ética

Um Projeto de Lei proposto pelo senador Sérgio Souza (PMDB-PR), pretende reintroduzir no ensino uma disciplina semelhante às antigas Educação Moral e Cívica (EMC), ministrada aos alunos nos primeiros anos escolares, e Organização Social e Política Brasileira (OSPB), dirigida aos estudantes de nível médio.

A ideia inicial foi recebida pela Secretaria-Geral da Mesa, no Senado, mas só poderá ser discutida a partir de 2 de fevereiro, data em que o parlamentares voltam ao trabalho.

De acordo com a proposta do senador, a disciplina de ética social e política passaria a fazer parte da grade curricular do ensino médio, enquanto para o ensino fundamental seria incluída a de estudos de cidadania, moral e ética.

Livro Educação Moral e Cívica
Anos 70 e 80: Livro sobre Educação Moral e Cívica
“Estou convencido que, dessa forma, estaremos oferecendo à sociedade instrumentos para o fortalecimento da formação de ‘um melhor’ cidadão brasileiro: por um lado, pela formação moral, ensinando conceitos que se fundamentam na obediência a normas, costumes ou mandamentos culturais, hierárquicos ou religiosos; de outro, pela formação ética, ensinando conceitos que se fundamentam no exame de hábitos de viver e do modo adequado da conduta em comunidade, solidificando a formação do caráter”, afirmou o parlamentar.

Atualmente, o ensino de ética encontra-se entre os chamados temas transversais dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), como parte de um conjunto de assuntos que perpassam todas as disciplinas.
Sérgio Souza avalia, porém, que as novas disciplinas contribuirão para sedimentar uma visão crítica dos principais fatos sociais e políticos, oferecendo ao jovem noções de democracia sem caráter ideológico e ensinando como construir um pensamento político próprio.

5 pensamentos em “Educação: Projeto prevê criação de disciplina sobre ética”

  1. Sou Pedagogo e discordo. A Ética deve ser tratada como um tema transversal, como é pedido no PCN e não como uma disciplina obrigatória. Ora, o que acontecia com a Educação Moral e Cívica introduzida nos currículos escolares no governo ditatorial de 1964 foi uma forma de, como diz o ditado popular: “colocar o indivíduo na linha”, ou seja, que o educando e o povo em geral fossem fiéis cumpridores da lei e dos bons costumes e não contestassem a situação precária na qual se encontrava o nosso país (perseguições políticas, prisões e torturas de opositores, censura nos meios de comunicação, etc). Na verdade, a Educação Moral e Cívica servia aos interesses dos que estavam no poder (Militares e segmentos religiosos) preocupados com a doutrina da segurança social. Será que vamos mascarar novamente a real situação em que se encontra a escola pública. O deputado Sérgio Souza (PMDB-PR) deveria preocupar-se em garantir aos professores salários dignos e uma educação de qualidade; que passa necessariamente pela valorização do magistério e condições materiais para se trabalhar.

  2. Penso que a ética, vai muito além de uma disciplina escolar. Na prática ela permeia todas elas. Envolve as relações pessoais de modo mais restrito ou mais amplo. Acho que há questões mais sérias e urgentes que, se encaradas com responsabilidade e seriedade, dariam à escola a qualidade que precisa ter. Ha uma séria crise institucional.
    A começar pelos nossos representante na política que “servem-se do povo ao invés de servir ao povo”. As famílias que cada vez menos cumprem, dentre outras a sua função de “educar os filhos”; a gloriosa polícia cada vez mais confusa e infiltrada na contravenção… Assim, a escola, coitada, consegue “ensinar”?

  3. Achei muito válida a iniciativa do Senador, pois é preciso oferecermos aos alunos instrumentos que contribuam para a sua formação ética, moral e cívica.

  4. Adorei a iniciativa do Senador e antiguamente tinhamos educação civica e moral. todas as quartas feiras na escola que eu estudei tinhamos que cantar o Hino nacional o Hino da Bandeira hoje em dia pergunta para um jovem se ele sabe cantar o hino nacional muitos não sabe a letra uns fala professora você está me tirando nossos alunos precisa de educação moral e civicas sim .Parabéns senador esperamos que seja aprovado o quanto antes.

  5. CONCORDO PLENAMENTE, POIS SE FAZ NECESSÁRIO QUE ENSINEMOS, TAMBÉM E PRINCIPALMENTE NAS ESCOLAS , ÉTICA, RESPEITO AO PRÓXIMO E AOS BENS PÚBLICOS E PRIVAODOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *